sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Comer, Rezar e Amar!!!! Hummmm!!!!

Assisti ao filme "Comer, Rezar e Amar" nesta quinta-feira no Shopping Total. Há inúmeras mensagens transmitidas de forma sutil, muito sutil. Além disso, é composto por belíssimas imagens, canções e vivências!!! Liz é a personagem, uma escritora, que está descontente com a vida que leva e resolve se divorciar e percorrer o mundo. Certamente tomar essas decisões exige coragem e determinação. Liz decide se separar e viaja para três lugares: Itália (onde descobre o prazer de comer), depois vai para a Índia (onde aprende a meditar/rezar/orar) e enfim vai para a Bali, na Indonésia, onde encontra seu verdadeiro amor. Evidentemente que nada foi fácil para ela, assim como não é, muitas vezes, para todos nós. Apesar disso, o mais interessante é que as situações são apresentadas em nossas vidas para nos testar. Pare e analise. Você já deve ter passado por situações que se repetiram por muitas vezes.... em geral temos as mesmas reações... mas, na realidade, deveríamos, ao final de cada experiência, fazer um balanço e rever se nossa postura foi a mais adequada. Caso, não tenho sido, cabe-nos, se for o momento, pedirmos perdão e repararmos aquele fato, aquela situação. Entre vários assuntos, o filme/livro aborda esse tema também. O perdão. Uma das mensagens do filme é justamente essa: nos perdoarmos, primeiro, para depois perdoarmos ao próximo. Dessa forma, esvaziamos nossas mentes e nossos corações e, com isso, esses espaços são preenchidos com aquilo que deveria chegar naquele momento. Tudo tem um momento certo! Eu creio nisso!

Hoje mesmo aconteceu um fato que refleti e entendi que minha atitude tinha sido inadequada com tudo o que venho buscando, pensando e sentindo. Instantes depois eu pedi desculpas pelo meu ato.

Na realidade, tudo começa em nós, dentro de nós, em nossos corações. O resto, é saber viver!!!É viver com sabedoria e paz! Falando em sabedoria me lembrei de outro grande ensinamento que o filme nos apresenta: o silêncio. Tentarei buscar, com mais frequência, esse estado de espírito.Até porque meu nome no hebraico quer dizer ouvinte. Então... devo ouvir mais do que falar, apesar de sempre ter me comunicado bastante..... hummm... talvez esteja aí um dos meus aprendizados.... ouvir mais e falar menos... ou melhor... falar somente coisas boas e quando extremamente necessário... vou tentar...

Fiquem com Deus!!
Grande abraço,
Simone S. Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário